3 maneiras de implementar mudanças que ficam

· Adicionar Comentário
ArtesaoEmpreendedor

Muitas vezes quando olhamos para a nossa vida pessoal ou profissional, vemos que alguns hábitos precisam ser modificados. Seja nossa postura corporal, nossa maneira de falar com as pessoas ou aquele impulso de olhar os e-mails a toda hora pra ver se entrou algum pedido. Sempre tem alguma coisa que pode ser melhorada em nós ou na nossa rotina de trabalho!

O problema é que mesmo que sejamos conscientes disso, “mudar” não é tarefa fácil. E na maioria das vezes, depois de algum tempo, acabamos voltando para os velhos hábitos, para a velha rotina, e nos vemos presos nesse ciclo vicioso que nos impede de avançar. Como fazer então para implementar mudanças que durem mais, que nos façam crescer e melhorar? Na verdade não tem fórmula mágica porque cada pessoa tem seu tempo, mas vem comigo que eu te conto o que costuma funcionar pra mim – e então você adapta para sua realidade!

1 – Um passinho de cada vez

Todo mundo sabe que mudar dá trabalho e muitas vezes só de pensar no looongo caminho a percorrer, a gente já desanima e prefere deixar tudo assim mesmo como está. Ou pior, a gente lembra de todas as tentativas anteriores que deram em nada e prefere nem começar pra não se iludir mais uma vez.

Pra sair desse ciclo vicioso a primeira coisa é definir um objetivo bem específico. Por exemplo, se você sempre perde o foco do seu trabalho porque precisa checar o e-mail ou Facebook a cada 10 minutos, comece por otimizar suas ações. Não dá pra se desconcentrar no meio da produção, porque isso vai comprometer a qualidade do seu produto. Então defina um horário específico para checar os e-mails ou interagir com os clientes no Facebook. Esse será seu objetivo principal.

Uma vez definido seu objetivo, o pulo do gato está em quebrar esse objetivo enorme (e assustador!) em muitas pequenas ações “realizáveis”, ou seja, pequenas coisas que você pode ir modificando aos poucos para que seu objetivo final seja alcançado. No nosso exemplo, o que podemos fazer é definir o horário que vamos dedicar ao E-mail ou Facebook, estipular um tempo em que ficaremos disponíveis (meia hora, uma hora), incorporar esses horários na nossa agenda diária e cumprir rigorosamente o horário proposto. Se vemos que meia hora é pouco ou uma hora é muito, podemos ir ajustando esses detalhes ao longo das semanas. Assim, otimizamos nossa rotina e conseguimos inserir um novo hábito com sucesso.

Outra coisa importante para executar os pequenos passos que nos propomos é usar de artifícios que nos ajudem a lembrar deles. Pode ser anotando na agenda, colocando o relógio pra despertar ou colando notinhas coloridas em locais visíveis. Você sabe o que funciona melhor pra você, então nada de “esquecer” um passo ou uma ação!

20170810_Scrappiness_Empreendedorismo_craft

2 – Modifique o seu entorno

Com certeza você já ouviu alguém dizendo que precisa de uma “mudança de ares”, não é mesmo? E quando a gente ouve algo assim, logo pensa em uma praia paradisíaca, o pico de uma montanha nevada ou qualquer lugar agradável bem longe da correria da rotina nossa de todo dia. Mas você não precisa ir tão longe pra mudar de ares! De fato, existem vários “espaços” escondidos bem perto da gente, a começar pelo nosso próprio corpo.

Uma boa postura corporal vai te deixar menos cansada e estar saudável vai manter sua disposição lá no alto ao longo do dia (uma gripe joga a gente pra baixo, né?). Além disso, cuidar dos nosso pensamentos e não-pensamentos, cultivando nossa fé e meditando, pode fazer toda a diferença no nosso estado de ânimo e afetar positivamente nossa produtividade. Outro espaço bem mais claro de ser identificado é o ambiente em que nos encontramos, se existem árvores do lado de fora, se a visão de nossa janela é agradável, se podemos fazer uma pausa de vez em quando e respirar um pouco de ar puro. E nossas relações também fazem parte disso, porque influenciam diretamente na nossa rotina, tanto para o lado bom quanto para o lado ruim. Está tudo bem em dar atenção ao seu cachorro por 5 minutos, mas se sua melhor amiga liga de hora em hora pra falar amenidades, é importante falar com jeitinho e explicar que você está em horário de trabalho (mesmo estando em casa!). Seu local de trabalho, suas ferramentas, uma música ao fundo… Todas essas coisas são detalhes que você pode modificar para conseguir uma mudança de hábito duradoura.

Exemplos práticos: se você quer começar a acordar uma hora mais cedo para aproveitar melhor a manhã, mas não dispensa uma boa janta, não adianta ir deitar logo depois de comer. Será necessário ajustar também o horário da janta para que seu corpo se adapte aos novos horários sem se sobrecarregar e sem que isso tenha um impacto negativo no seu sono. Por outro lado, se você acha que passa muitas horas sentada e quer introduzir pequenas pausas de alguns minutos ao longo do dia, isso será mais fácil de conseguir tendo por perto um local agradável ou uma vista bonita para observar.

Modifique o seu entorno para te ajudar a incorporar os novos hábitos! A tendência do ser humano é repetir o que nos faz bem, e para isso basta você encontrar a “mudança de ares” mais adequada para o seu propósito.

3 – Acredite nos seus propósitos de mudança

Todos nós que já tentamos mudar e falhamos, tendemos a não acreditar em nós mesmos, na nossa força de vontade. E é por isso que dividir nosso objetivo final em pequenos passos e usar o nosso entorno para alcançá-los é tão importante. Cada vez que adicionamos um pequeno hábito na nossa rotina e ele funciona (porque vai funcionar!), ganhamos mais confiança em nós mesmos. E ao ganhar mais confiança, nos sentimos mais seguros para dar o passo seguinte. Dessa forma, no nosso tempo, estaremos implementando as mudanças de hábito que nos propusemos lá no início de forma constante, porque cada passinho gera mais confiança e mais confiança nos impulsiona para o seguinte passo. É outro ciclo vicioso, só que dessa vez a nosso favor!

Ou seja….

Quando você entender que mudar de hábitos não tem nada a ver com sua força de vontade, mas sim com a sua habilidade de modificar o seu entorno de maneira mais favorável a você, tudo vai ficar mais fácil. Não se culpe por não conseguir cumprir suas grandes metas – estabeleça metas mais simples. Não ache que você não vale nada porque não teve força de vontade suficiente para realizar suas grandes tarefas – respeite seu corpo e defina tarefas mais agradáveis. Com o tempo você vai conseguir incorporar pequenas mudanças e vai perceber grandes resultados!

E se precisar de ajuda, conta pra gente suas maiores dificuldades! Escreve pra mim ou deixe seu comentário aqui embaixo. Muitas cabeças pensam mais que uma e unindo esforços chegamos mais longe!

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>